O papel do inversor de frequência na automação industrial

12 de agosto de 2021 por na categoria blog com 0 e 0
Home > blog > O papel do inversor de frequência na automação industrial

Indústrias dos mais diversos segmentos de mercado precisam contar com inversores de frequência, principalmente, se os seus gestores objetivam adentrar na indústria 4.0 por meio da automação dos processos industriais. Mas para que servem esses componentes?

Continue com a leitura deste artigo e confira nos tópicos a seguir o papel do inversor de frequência na automação industrial.

  • O que é um inversor de frequência
  • Como é sua atuação na automação industrial

 

O que é um inversor de frequência

O inversor de frequência é um aparelho elétrico-eletrônico que possui como objetivo permitir um controle avançado dos motores na indústria. Isso porque com ele é possível ligar máquinas de maneira mais apropriada, sem que haja ruídos na rede ou um mal funcionamento dos equipamentos.

Também evita que ocorram sobrecargas na rede de energia elétrica. Para tanto, o dispositivo converte um sinal senoidal de amplitude fixa em um sinal modulado por largura de pulso. Esse mecanismo torna possível variar a velocidade no motor.

Em outras palavras, modifica a intensidade da energia que chega à indústria de modo que o motor se comporte da maneira desejada. Ou seja, mais rápida, mais lenta, que pare em determinado momento, que volte a ligar e assim por diante.

O funcionamento do inversor de frequência ocorre em estágios. No primeiro, a ponte retificadora, através dos seus diodos, cortam (retificam) o semiciclo negativo do sinal do tipo senoidal, que chega ao motor por meio de uma alimentação trifásica ou monofásica, deixando que passe apenas o ciclo positivo.

Depois, é a fase do filtro CC, quando os seus capacitores e indutores elevam a tensão de pico para transformar esse sinal em um mais próximo de um sinal DC, ou sinal contínuo.

No próximo estágio, os transistores do tipo IGBT (Transistor Bipolar de Porta Isolada) da ponte inversora convertem o sinal quase DC recebido em um sinal modulado pela largura de pulso.

Devido à largura desses pulsos, acontece uma variação na tensão, o que resulta na variação da velocidade do motor.

Além disso, o inversor de frequência é formado por duas partes, a de controle e a de potência. A primeira é composta por IHM (Interface Homem-Máquina), rede de comunicação e entradas e saídas digitais/analógicas. Já a parte de potência se constitui dos retificadores, filtros e da parte do IGBT.

 

Como é sua atuação na automação industrial

O inversor de frequência oferece uma série de vantagens, em especial para os motores industriais e para os processos onde são utilizados. Por isso, trata-se de um componente essencial para indústrias que investem na automação industrial.

Isso ocorre porque controlar motores de forma precisa e linear, ou seja, de maneira estável e confiável, é de extrema importância para garantir o bom funcionamento das máquinas. Inclusive, as que possuem funções automatizadas e, assim, exigem maior grau de precisão.

Afinal, de não adianta ter um robusto CLP (Controlador Lógico Programável) se o motor não consegue responder às ordens de comando de modo a realizar as operações necessárias, o que pode causar ainda queda de tensão e até mesmo queima de aparelhos.

Portanto, investir em um inversor de frequência é fundamental para garantir a eficiência do processo produtivo, principalmente na hora de fazer projetos para novas máquinas ou até mesmo ao realizar um retrofit (modernização de equipamentos).

E claro, é também um dos primeiros passos para indústrias que desejam apostar na indústria 4.0.

 

Veja agora toda a linha de equipamentos e soluções para automação industrial no site da Veder.

 

Com mais de 30 anos de experiência no mercado de automação, a Veder está pronta para atender quem precisa melhorar seu processo industrial. Para isso, basta conversar com um especialista da Veder por um dos seguintes canais:

(11) 2341-3132

(11) 98689-8643

vendas@veder.com.br

tecnico@veder.com.br

veder.com.br

Adicionar comentário